A palavra shampoo é de origem inglesa. Ela surgiu como um verbo que significava massagear e tem origem na palavra hindu champo, que significa pressionar com os dedos. Em português, a palavra é conhecida como xampu.

O shampoo, na verdade, surgiu em meados do século XVIII. Sem registros oficiais sobre como o produto surgiu, conta-se que o negociante Sean Dean Mahomed, responsável por levar a cozinha oriental para a Europa, levou o shampoo para o continente europeu. Ao final do século XIX, os cabeleireiros passaram a misturar sabão em pó, ervas aromáticas para dar brilho aos cabelos.

Qual a fórmula dos shampoos convencionais?

Os shampoos convencionais têm em suas fórmulas ingredientes sintéticos que acabam prejudicando mais do que ajudando os fios. Por exemplo, para limpar e promover a espuma, utilizam os sulfatos que podem promover descamação e coceira no couro cabeludo. Para desenvolver o cheirinho bom, os sulfatos podem causar reações alérgicas, danos ao sistema respiratório e ao sistema imunológico. 

Principais sulfatos pesados utilizados nos shampoos convencionais:

  • Sodium Lauryl Sulfate (Lauril Sulfato de Sódio)
  • Sodium Laureth Sulfate (Lauriléter Sulfato de Sódio)
  • Ammonium Lauryl Sulfate (Lauril Sulfato de Amônio)
  • Ammonium Laureth Sulfate (Lauriléter Sulfato de Amônio)

Os produtos que dão brilho aos cabelos são derivados de petróleo e silicone, que são poluentes e insolúveis em água e não possuem nenhuma propriedade de cuidado aos cabelos. Eles apenas dão a aparência de brilho e hidratação.

Aqui, listamos mais algumas reações prejudiciais causadas pelos shampoos convencionais:

  • Irritação nos olhos
  • Irritação na pele
  • Manchas e erupções cutâneas
  • Inflamações nos lábios
  • Ressecamento ou aumento da oleosidade
  • Aumento do risco de câncer

Ok! Mas o que são os produtos veganos?

O veganismo é uma prática que não se reduz apenas à culinária, mas também ao bem estar e à estética. Inúmeras marcas desenvolveram fórmulas de produtos veganos, sem qualquer componente de origem animal, responsáveis ecologicamente e com substâncias que mantêm os fios hidratados e brilhosos.

Diariamente, utilizamos cosméticos cheios de químicos e substâncias prejudiciais à saúde. Estes elementos estão em pastas de dente, loção para barbear, sabonetes, condicionadores e, nosso alvo de discussão, shampoos.

Você já parou para analisar o quanto de elementos químicos perigosos consumimos no dia a dia? Acredite, a quantidade poderia te assustar! 

O consumo de produtos veganos tem crescido porque já nos encontramos em uma geração cada vez mais consciente e engajada com tais demandas sociais e ambientais. Os consumidores têm descartado produtos convencionais para investir em produtos naturais, veganos e orgânicos.

“A bandeira destes tipos de produtos ganha força porque cada vez mais pessoas se conscientizam de que precisamos respeitar o equilíbrio do planeta e manter uma relação sustentável com todos os seres vivos da cadeia”, diz Monica de Sampaio Doria Velloso, química e Diretora de Operações da Classy Brands (via UOL)

Por que usar shampoo vegano?

O shampoo vegano, além de não ser testado em animais para ir às prateleiras, ele também é cruelty free, ou seja, sem qualquer uso ou abuso animal desde a sua produção até os testes do produto. O shampoo vegano tem em sua lista de restrições todo e qualquer ingrediente de origem animal, como:

  • Mel
  • Cera de abelha
  • Lanolina
  • Colágeno
  • Albumina
  • Gelatina
  • Leite
  • Gordura animal
  • Tutano

Benefícios de usar shampoo orgânico

O shampoo vegano leva consigo algumas vantagens bem especiais a partir do primeiro momento de uso. São elas ausência de substâncias químicas e de abusos ao meio ambiente, não há qualquer abuso aos animais, possui fórmulas que não ressecam a pele, ajudando na hidratação, diminuição da chance de acne e chances mínimas de alergias e irritações.

Por suas propriedades benéficas, ele  pode ser usado em qualquer tipo de cabelo. O seu efeito é suave e promove a desintoxicação dos fios. Desde as primeiras lavagens, já é possível ver os resultados de retirada de químicos sintéticos presentes nos cabelos. 

O sulfato pesado é responsável pela produção de espuma. Dessa maneira, um produto sem sulfatos pesados, como o shampoo vegano, não produz tanta espuma, mas isso não quer dizer que não está limpando. Os produtos naturais limpam, deixam macios e equilibram a oleosidade dos fios. Para a limpeza profunda, basta aplicar o produto e fazer uma massagem suave em todo couro cabeludo e, em seguida, enxaguar. O resultado são cabelos naturais, saudáveis e sedosos.

Cuidados alimentares para os cabelos durante um tratamento vegano

Embora suplementos vitamínicos possam ser benéficos em shampoos e condicionadores e outros produtos possam potencializar a nutrição dos cabelos, é ainda melhor e mais indicado reforçar o cuidado capilar através de uma alimentação balanceada e nutritiva com fontes de alimentos integrais.

Nutricionistas recomendam uma boa alimentação baseada em frutas, vegetais e nozes para obter a sua dose diária de vitaminas B para cabelos saudáveis. Sementes de abóbora contém biotina (vitamina B7), que promove cabelos fortes e resilientes, potencializando o processo de crescimento dos fios.

Outros alimentos ricos em biotina são cenouras, acelga, morangos e abacates. A semente de abóbora também contém vitamina C, que produz o sebo que tanto protege os cabelos das agressões do dia a dia. Alimentos em sua forma natural ajudam no tratamento diário para cabelos mais saudáveis.